25 Coisas que EU descobri quando vim morar em Petrópolis

/
113 Comments

Não haveria assunto melhor pra começar meu novo blog do que falar de Petrópolis, a cidade na qual vivo há 6 anos. Confesso que pra alguém que veio de um lugar quente pra caramba como o Rio de Janeiro e onde todo mundo parece que se conhece desde que nasceu é um choque monstro vir parar em Petrópolis.

Então vou fazer uma lista sobre as coisas que eu descobri quando vim morar aqui:

1. Todo mundo do Rio pensa que TODOS os habitantes de Petrópolis são ricos

2. As pessoas do Rio também pensam que aqui não tem favelas ou carros. É, eles pensam que todo mundo aqui anda de carruagem.

3. Grande parte dos Petropolitanos realmente acha que TODO MUNDO no Rio mora há 20 minutos da praia.

4. Os vendedores de loja em Petrópolis são extremamente gentis.

5. As pessoas não cedem espaço pra você passar na rua. Mesmo se a rua estiver calma alguém vai esbarrar em você por que não vai ser capaz de chegar um pouco pro lado pra você passar.

6. Todo mundo aqui já estudou com o Primo do Tio do Cunhado do Papagaio de alguém.

7. Aqui tem cachorros de rua mais bem cuidados do que muitos cães de gente rica. Inclusive eles são muito educados, esperam o sinal fechar, atravessam a rua sempre na faixa de pedestres e ficam de barriga pra cima pra você fazer carinho neles.

8. As vezes aqui o céu é tão azul que você pensa que é mentira. E dá vontade de chorar de tão lindo que é.

9. Se você estiver com sorte, ou não, pode cruzar com o Aguinaldo Silva andando tranquilamente pela rua. Um dia desses eu o vi bebendo Sukita (nem sabia que isso ainda era vendido).

10. Uma bolsa que custa R$ 60,00 no SAARA custa R$ 300,00 na Rua 16 de Março.

11. Normalmente as pessoas não "batem boca" na rua, elas continuam andando e te deixam falando sozinho.

12. Você vive as 4 estações do ano num único dia e por isso precisa encontrar um guarda-chuva que caiba na bolsa. 

13. Quando faz frio, mas frio mesmo, as suas vias respiratórias entopem.

14. Aqui um resfriado pode durar 2 meses.

15. As pessoas daqui são tão frias quanto o clima e são bem difíceis de lidar. Têm dificuldade em lidar com o novo. Mas se você olhar com atenção e se esforçar muito vale a pena, pois aqui pode-se encontrar pessoas maravilhosas (elas são minoria e estão todas  no meu facebook - Verdade).

16. Tem épocas nas quais é possível duvidar seriamente que vá parar de chover, porque chove muito!

17. Itaipava não é isso tudo o que dizem.

18. Nem a Rua Teresa.

19. Aqui o verde é 1000x mais verde do que costuma ser nos outros lugares.

20. Quando você está no Rio e diz que veio de Petrópolis as pessoas te tratam diferente, você fica com um toque de realeza.

21. Apenas o centro da cidade e alguns bairros próximos são bem cuidados, os bairros mais afastados são abandonados pelos governantes daqui.

22. Muitos petropolitanos acham que quem mora no centro da Cidade é rico.

23. As pessoas aqui se casam muito jovens.

24. Os petropolitanos gostam muito de beber.

25. Aqui há um dialeto próprio: a neblina é chamada de "ruço" (corrigido, com Ç), o centro da cidade é chamado de "avenida" e te informam as horas dizendo "hora e meia" ou "quinze pra hora".

Então, essas são as coisas que EU descobri quando vim morar aqui em Petrópolis. Nem todo mundo concorda, mas a vida é assim. Apesar de me decepcionar muito com muita gente daqui, descobri também pessoas incríveis que me surpreenderam.

O lema em Petrópolis é Ame-a ou Deixe-a e nunca, em hipótese alguma vá para a Coronel Veiga se Chover (Eu avisei).

GALERA FINALMENTE PUBLIQUEI O GUIA COMPLETO PARA QUEM QUER VIR MORAR EM PETRÓPOLIS QUE VOCÊS TANTO ME PEDIRAM! DICAS DOS MELHORES BAIRROS, SOBRE O COMÉRCIO E ENTRETENIMENTO NA CIDADE, CONFIRAM AQUI:


OBS: Confira a "Parte 2": 10 COISAS QUE EU AMO/ODEIO EM PETRÓPOLIS

          Confira a "Parte 3": 15 CONSELHOS PARA PETRÓPOLIS E PETROPOLITANOS

ATENÇÃO - RESPEITE OS DIREITOS AUTORAIS DESTE TEXTO
COMPARTILHE COM RESPONSABILIDADE, COLOQUE O NOME DO AUTOR E O LINK DO TEXTO ORIGINAL

DIREITOS AUTORAIS
Licença Creative Commons
O trabalho 25 coisas que EU descobri quando vim morar em Petrópolis de Ana Carolina Peran está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.
Baseado no trabalho disponível em http://acaroltemumblog.blogspot.com.br/.
Podem estar disponíveis autorizações adicionais às concedidas no âmbito desta licença em http://acaroltemumblog.blogspot.com.br/.


Postagens Relacionadas

113 comentários:

  1. A tal neblina é "Ruço"... sim, com "ç" mesmo. Não russo da Rússia :D
    (até a maioria dos Petropolitanos desconhece isso)

    ResponderExcluir
  2. hahahahahahahaha bem engraçado seu texto. Vc so errou numa coisa, é ruço e não russo. bjs

    ResponderExcluir
  3. Interessante visão sobre a cidade. xD

    ResponderExcluir
  4. Na verdade é ruço, com ç.
    A mania de chamar de avenida é pq no início da Republica a Rua do Imperador era chamava Avenida XV de Novembro
    A bolsa da 16 março tb custa 300 Reais no Rio, a do Saara é outro tipo de bolsa...
    Rua Teresa já foi...
    Itaipava é pra carioca com dinheiro passar o fim de semana( tem uma bela casa ou fica numa bela pousada, bebe e come muito bem )

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo plenamente.

      Excluir
    2. Petropolitano que vai pro rio não fica com toque de realeza. Todo mundo do rio acha q petropolitano é roceiro.

      Excluir
  5. Falamos tb muito "Tu", ao invés de "você".

    ResponderExcluir
  6. hahaha... Eu, como uma carioca petropolitana, concordo em muita coisa com vc!!!

    ResponderExcluir
  7. Nossa! !!...Morei aí por seis anos e meio ...Sou de Niteroi e tive as mesmas dificuldades e descobertas que você. ...Quando fui lendo parecia que alguém havia escrito por mim. ...Não consegui ama la, a deixei há um ano, mas confesso que o azul do céu e o verde descrito me dão Saudades. ..Quanto às"pesoas minorias"trago as no coração e procuro manter contato. ..Obrigada!

    ResponderExcluir
  8. Vc tem todos os vendedores de loja de petrópolis no seu facebook?

    ResponderExcluir
  9. Gostei mt do teu txt, Carol. Primeiro e principalmente pq tu escreves mt bem para alguém da tua idade (o q é raro, pode areditar!), segundo pq tu tens humor e uma percepção bem legal da minha cidade. Só não sei em q loja os vendedores foram gentis contigo, rsrsrs - mas suponho q estejas comparando c o Rio e eu não tenho este parâmetro, rs. Outra coisa: nem tdas as pessoas legais estão no teu facebook, rs - eu, p ex, ainda não estou, rs. Abç.

    ResponderExcluir
  10. I LOVE PETRÓPOLIS!!!! Morei no Rio 18 anos e moro a oito anos aqui. É outro nível!!!

    ResponderExcluir
  11. Oi Ana Carolina! Adorei o post. Sou petropolitana, já morei em outros lugares e amo esta cidade. Concordo com você em 90% do que disse. Não sei se as pessoas são tão difíceis assim ou se você não deu muita sorte, mas o fato é que os petropolitanos são fechados e custam a ganhar a confiança dos que chegam, mas acredite: são boas pessoas, com um jeitinho mais à moda antiga.

    ResponderExcluir
  12. Olá!
    Sou petropolitana, bairrista nascida aqui e se deus quiser, "morrida" aqui também! Amo Petrópolis, mas confesso que já foi bem melhor. O clima mudou muito, está quente demais e tem muita gente de fora vindo morar aqui, heheheje...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sinto ares de xenofobia no seu discurso rsrs

      Excluir
  13. Você esqueceu de mencionar que Petrópolis com aproximadamente 300 mil habitantes o índice de violência, é muito pequeno, aqui em Petrópolis você pode sair a noite com tranquilidade bem diferente de outras cidades .

    ResponderExcluir
  14. siklvialucia siklvestre18 de janeiro de 2015 11:35

    parabéns carol achei incrível a sua seleção de petropolis, ssou petropolitana de nascimento moro em são Paulo há muitos anos,mais não esqueço a cidade em que nasci e o bairro onde morei rua mosela saudades são muitas beijos

    ResponderExcluir
  15. Essa Ana Carolina parece com a Grazi Massafera ou é impressão minha?kkkk

    ResponderExcluir
  16. Moro em Friburgo e é diferente. O "povo" daqui adora um papo em qq lugar. Outro dia fui aos correios, como o sistema estava fora do ar, ficamos 45 minutos no maior papo! Eu, como carioca, adooooooro isso!

    ResponderExcluir
  17. Só esqueceu de sitar que "todo" carioca acha que Itaipava não faz parte da cidade. Rs

    ResponderExcluir
  18. Moro há 1 ano cidade, e no começo estranhei muito as pessoas chegarem no escritório e não te desejarem bom dia. Outra coisa, tudo fecha muito cedo, não há muita coisa a se fazer à noite!

    ResponderExcluir
  19. Ah, que legal, Carol, adorei o texto!!!

    ResponderExcluir
  20. Sou petropolitano e sim, aqui usamos "tu" com a terceira pessoa. E muitas das vezes não falamos nem o "a" de "avenida". " Tu vai pra vinida hoje?" é perfeitamente aceitável :p E preciso te adicionar ao Facebook então pois me considero desse grupo aí hahahaha

    Parabéns pelo texto!

    ResponderExcluir
  21. Juro que podia ter escrito isso! Hahaha Moro em Petrópolis há 8 anos, vim de uma cidade da baixada fluminense e também descobri todas essas coisas. Hoje eu amo essa cidade de paixão :)

    Beijos,
    www.almoatthemoon.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  22. Tudo é verdade,ou melhor quase tudo. Os vendedores de loja são péssimos. Pra falar a verdade,em todo o lugar o atendimento é horrível.

    ResponderExcluir
  23. Oi Ana! Gostei muito do seu texto. Nao sou de Petropolis mas me considero cria da casa. Petropolis é uma cidade que tem tudo para progredor, pois tem um passado histórico e uma paisagem linda apesar do ruço em determinados momentos já que o clima mudou muito nesta cidade
    O investimento em cultura é pouco por isso a diversãoem bebida,
    As novidades duram pouco e o comércio da avenida é composto principalmente de farmácias e sspatarias.Nao considero o povo frio, apenas desconfiado mas quando te conhecem te acolhem com muito carinho
    Pessoas maravilhosas existem como em todo lugar e pessoas frias ou melhor individualistas também na mesma proporção. Apenas vc esbarrou na segunda opção primeiro para valorizar as maravilhosas depois, como eu rsrsrs

    ResponderExcluir
  24. Muito bom...

    Concordei em numero grau e gênero. Com exceção dos vendedores gentis e de todas pessoas bacanas estarem em seu facebook. (Eu não estou!)

    PS: Você anda dando sorte com os vendedores!

    ResponderExcluir
  25. Excelente texto , so discordo do bom atendimento nas lojas e que nao gostamos de papear.

    ResponderExcluir
  26. Muito bom o texto, só discordo quando fala que os vendedores são gentis. Essa é uma característica muito negativa! São apáticos , não atendem bem e se reparar direito ao sair, sempre fazem um comentário. .. Os serviços prestados (ou não ) são péssimos . Exemplo : Internet. Uma droga! Telefonia então, nem se fala... com tudo isso, gosto da cidade.

    ResponderExcluir
  27. Aqui vocês falam "saca" ao invés de "sacola"

    ResponderExcluir
  28. Gostei do texto, apesar de discordar de algumas coisas, mas são opiniões diferentes e válidas. Você tocou em um ponto sensível que é o fato de os bairros mais próximos do centro - e também Itaipava e os que localizam-se por perto - ganharem mais atenção, o que fica nítido pra qualquer um que busca saber um pouco mais sobre Petrópolis. Contudo, amo essa cidade! Agora que estudo em outra cidade é que reparei nesse nosso "dialeto próprio" haha. Lembro de quando estava no ensino médio e tive aula com um professor do Rio. Ele fez uma piada sobre o pessoal da cidade combinar com o clima da região serrana. Bem, ninguém riu, acho que ficou comprovado que somos um pouco fechados (talvez?). Enfim, parabéns pelo texto!

    ResponderExcluir
  29. Legal , Amei Petrópolis e bem isso mesmo!!!
    Mas de forma alguma, vá para coronel Veiga. kkkkkk

    ResponderExcluir
  30. Legal , Amei Petrópolis e bem isso mesmo!!!
    Mas de forma alguma, vá para coronel Veiga. kkkkkk

    ResponderExcluir
  31. Muito dos pontos desfavoráveis que cita sobre Petrópolis também existem em outras cidades e "como não há lugar melhor do que nossa casa" esses pontos tornam-se mais evidentes para quem está tentando se adaptar. Posso estar errada mas é isso que penso.

    ResponderExcluir
  32. Adotei Petrópolis à 35 anos. Amo esta Cidade e mais ainda a segurança com que andamos nas ruas. Clima perfeito, céu igual não existe, de um azul de dar inveja( qdo tempo está bom).

    ResponderExcluir
  33. Não concordo que o Petropolitano seja frio. E há um erro de Português meio sério no seu texto. Diz-se 'moro há 6 anos em Petrópolis' , mas 'a 20 minutos da praia'. O verbo haver tem o sentido de existir.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O erro de português foi devidamente corrigido, muito obrigada por me avisar! Para quem vem de fora os Petropolitanos realmente aparentam ser frios, mas depois eles relaxam. Obrigada pelo seu comentário. ;)

      Excluir
    2. Acabei de descobrir mais uma coisa sobre os Petropolitanos. Adoram corrigir os outros. Mania muito feia.

      Excluir
  34. Concordo com alguns pontos. Saí do Rio há 22 anos e nesta minha vida em Petrópolis eu raramente encontrei com vendedor bem educado, as bolsas da 16 de Março são caras pq duram toda uma vida ao contrario desta de 60 reais que se desfazem em poucos meses. Itaipava é ótimo, se vc tem dinheiro e quer comer e beber muito bem. Moro em um bairro afastado do Centro e que não é abandonado. Nossa linguagem é diferenciada devido a herança cultural. Aqui é possível sim ver vários artistas lu celebridades pelas ruas, simplesmente pq não nos importamos com tais pessoas. Bater boca pra que? Ignorar é bem melhor, por isso não fazemos barracos nas ruas. Ahhh adoramos beber mesmo, pena que existem poucas opções de bares. A Rua Tereza é pura propaganda, assim lucra-se com turistas não tão bem informados. Aqui existem muitas pessoas legais, mas petropolitano não fica anda do por aí rindo pra todo mundo, mas depois que conhecemos as coisas ficam diferentes... Nosso céu é realmente um espetáculo...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Na questão dos vendedores parece que eu tive sorte mesmo, pois nunca me aconteceu de ser tratada de forma ríspida, pelo menos até agora. Sobre a bolsa eu verifiquei, vi a bolsa por dentro e era a mesma que comprei em uma loja do SAARA, a etiqueta era igual e não era falsificação pois se tratava de uma fábrica pequena (eu fiquei bem indignada pois não é a primeira vez que vejo isso). Acho a linguagem que se usa aqui muito interessante pois mostra como é rica a cultura não só do Rio de Janeiro, como de todo o país. Para mim é melhor bater boca do que engolir raiva e infartar por aí. Achei Itaipava sem graça pois não tem tanto o que fazer além de comer, beber e ir na boate. Rir é um ótimo exercício e que faz bem pra saúde, alguns petropolitanos deveriam experimentar. Enfim, a Cidade é linda, é calma e pode-se encontrar pessoas maravilhosas aqui. Todos os lugares tem pontos positivos e negativos com petrópolis não poderia ser diferente. Demorei a me adaptar, mas hoje gosto muito de morar aqui. ;)

      Excluir
    2. Opinião minha... Sou de Petrópolis e acho que as pessoas não batem boca na rua porque quem faz isso aqui ou quer aparecer ou é louco... Por isso nem prestamos atenção em pessoas com essas atitudes e não ficamos com raiva nessas situações, simplesmente deixamos a raiva ir com a pessoa.
      E aqui rimos sim, mas acho que sorrimos mais do que rimos.
      O problema é que tem muita gente que se acha muito especial e tem nariz em
      pé. E essas pessoas é que são mais frias.
      Uma coisa aqui que gosto muito também é o ar, principalmente nas manhãs.
      Gostei do seu texto, como alguns discordo de algumas partes.. Mas isso faz parte. ;P

      Excluir
  35. Amei o post!! Ri muito porque também moro aqui e concordo com praticamente tudo o que você disse!!
    E concordo com você, nunca vá para Coronel Veiga caso esteja chovendo!! Hahahaha'

    http://d-todream.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  36. Interessante, uma boa visão e muito boa as suas criticas, sou empresário e já trabalhei no comércio, concordo quando fala dos vendedores mas existe vendedores e vendedores, particularmente sempre me considerei um consultor de vendas e por isso cheguei onde estou.
    existe uma grande empreendedor de Petropolis que sempre fazia seu trajeto de carro.
    um dia ele quebrou o pé e passou a fazer seu trajeto com a ajuda de uma muleta.
    isso rendeu um livro pois vislumbrou coisas que não abservava de carro. Eu mesmo que já produzi um programa de TV, conheci histórias que nem a própria historia descreve, coisas importantes que fazem parte bda cultura e desenvolvimento do Brasil mas que nem os proprios moradores conhecem. uma pena!!! Parabéns pela iniciativa e sucesso.
    obs: estou no carro digitando esperando minha esposa desculpe os erros ortográficos...que venha as criticas!

    ResponderExcluir
  37. Eu nasci em Petrópolis e nunca havia parado pra pensar em nada disso até sair para morar em outra cidade há dois anos. Comecei a perceber quando respondi pra uma senhora na rua que era dez pra hora e ela me olhou estranho rs. Realmente tenho que concordar com quase todas exceto a dos vendedores como a maioria. Acrescentaria q quem mora em Itaipava e arredores, quando vão ao centro da cidade dizem que estão indo em Petrópolis. Ora, Itaipava ainda é Petrópolis.

    ResponderExcluir
  38. Sou carioca e moro a 50 anos nesta cidade e a odeio , mas não muito, amo-a mas não muito quando saio por uma temporada e na volta parece que cheguei no ceu e meu espirito se renova.

    ResponderExcluir
  39. Carol, faltou uma coisa. Itaipava é Distrito de Petrópolis e muitos acham que é outra cidade... inclusive alguns repórteres da Rede Globo e do Multishow..rsrsrs

    ResponderExcluir
  40. Achei algumas coisas bem verdade! No entanto, são generalismos. Sou nascida e criada aqui em Petrópolis. Como em qualquer outro lugar há vendedores bons e outros nem tanto. Do mesmo modo que há pessoas amabilíssimas aqui, ao contrário do seu comentário grosseiro sobre o gênio dos petropolitanos. Sempre notei muito mais solicitude nas pessoas aqui do que no Rio de Janeiro ou Caxias, onde já noto menos papas na língua das pessoas, que podem te dar um fora sem você nem saber o porquê. Mas são casos e casos, nem todos de lá são assim e nem todos daqui o são. Petrópolis também cresceu muito nas últimas décadas (o populacional vem caindo nos últimos anos), muita gente que mora aqui sequer é petropolitano. Então, ao mesmo passo que isso é inevitável e tem suas consequências boas, também muda um pouco os ares da cidade interiorana colonizada por famílias de origem teuta, com seus costumes próprios e sua suposta dificuldade de convívio social. A cara da cidade muda com a junção de todos esses fatores, mas eles servem a um propósito. Considerar a personalidade de seus habitantes como x ou y é desconsiderar as conjunturas que levaram esses costumes a se enraizarem.

    ResponderExcluir
  41. Oi Carol muito legal as suas observações sobre a cidade e todas sem exceção são bem pertinentes, conheço Petrópolis desde pequeno pois os meus avós e meus pais tiveram residência aqui para passar o verão, sou Carioca e moro em Petrópolis a 12 anos e amo esta cidade.

    ResponderExcluir
  42. Ameiiiiii Concordo com praticamente td!!!!!

    ResponderExcluir
  43. Adorei o texto. Só muda o início por "a cidade que vivo há 6 anos". É do verbo haver mesmo, porque vc está se referindo ao passado. Ahhhh as pessoas de Petrópolis são muito amigáveis. Eu nasci lá e me mudei pro Rio com 18 anos, depois me mudei pros Estados Unidos, mas meus grandes amigos são de Petrópolis e minha família toda ainda mora lá. Sim, é difícil explicar sobre "quinze pra hora, hora e quinze" ou "ruço" pra quem é de fora. Legal você ter percebido tanta coisa.

    ResponderExcluir
  44. Muito bom, PARABÉNS, concordo com quase tudo.. hahahahaahah

    ResponderExcluir
  45. É incrível sua percepção sobre Petrópolis, vale ressaltar também que é bom evitar a serra em dias ruço, não se enxerga um palmo a frente do nariz e outra curiosidade também é que 30% dos petropolitanos não conhecem todos os pontos turísticos ou nunca foram a todos.
    Parabéns ótimo texto.
    sou petropolitano a 23 anos...

    ResponderExcluir
  46. Sou carioca e adotei Petrópolis como minha cidade do coração, morei aí por uns 20 anos, infelizmente tivemos que voltar ao Rio por causa da dificuldade que está sendo hoje o tráfego, sempre muito complicado na serra e na Linha Vermelha, moro atualmente em Niterói, cidade que detesto, quente, impessoal, de gente mal educada e marrenta, não respeitam os pedestres e você nunca verá alguém fazer um ato de educação para deixar atravessar alguém numa rua estreita como algumas de Icaraí onde moro, só param o carro se o trânsito parar e aí as pessoas atravessam em meio ao tráfego. O calor então nem se fala, é senegalês, porém tive no ano passado e este ano um grande espanto, ao ter que rebuscar no sótão da minha casa em Petrópolis um ventilador, pois os dias também andam quente por aí.
    Marido se aposenta daqui um ano e o sonho é voltar a viver aí, porque aqui moramos e trabalhos, não vivemos, não dá, a violência é tal o qual o Rio, ou seja, tem coisas boas para se curtir, mas é perigoso voltar tarde para casa, você pode ser rendido na chegada ao seu prédio e ninguém, nem os porteiros que estarão assistindo a tudo atrás das portarias envidraçadas fazem nada, pelo contrário, se abaixam para não serem vistos (já vi isto acontecer aqui).
    Em Petrópolis nunca tivemos uma situação de violência ou perigo, a cidade, ainda, é bastante vigiada, sinto-me muito à vontade quando caminho pelo centro, que é bem feioso hoje em dia, um mal gosto imenso nas lojas, só tem sapatarias as mesmas, muitas farmácias e lojas de roupinhas vagabundas, mas isso já é outra história, a cara de um país nestes últimos 12 anos.
    Amo Petrópolis e concordo com muitos pontos que citou, você já está quase totalmente apaixonada por este arzinho fresco das manhãs e das noites estreladas. rsss
    um abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Parei de ler na parte "a cara de um país nestes últimos 12 anos"

      Excluir
  47. "Quem pensa que é feliz em outra terra é porque ainda não viveu aqui". Quanta saudade...

    ResponderExcluir
  48. OI carol amei o seu texto. Sou carioca e morei em Petrópolis por 5 anos, há muitos anos atrás. Amei de verdade a cidade e tenho amigos ate hoje. Saudades dos bailes de carnaval nos clubes e do bloco de rua " Vai quem quer".

    ResponderExcluir
  49. Sou petropolitano.
    O engraçado é que o carioca nos vê com distância.
    Vir aqui parece uma viagem., enquanto pra nós é normal trabalhar no Rio e morar aqui.
    O carioca é tão bairrista e preconceituoso que divide os moradores de sua própria cidade em vários tipos. Tem o suburbano, o emergente da Barra, o tijucano, o favelado, e o carioca da zona sul que se coloca acima de todos os outros.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nossa, que ódio dos cariocas que você demonstrou ter! Será que não é uma vontade latente de ser um emergente da Barra, um tijucano ou um(a) garoto(a) Zona Sul?! Comp um texto tão bem humorado pode causar ira em alguém? Cada coisa...

      Excluir
  50. Não acho que o Carioca seja esse monstro. E outra , apesar de realmente haver preconceito social no Rio, achei isso muito mais forte aqui em Petrópolis. As pessoas sempre me perguntam em qual bairro moro e essa não é uma pergunta frequente no Rio, pq lá simplesmente isso não é tão importante. Mas enfim, nenhum lugar é perfeito. O Rio tem defeitos e qualidades assim como Petrópolis também tem. PS: Não sou Carioca e nem petropolitana, sou fluminense pois nasci na baixada. :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom você disse que veio do Rio. Não acho que o carioca seja esse monstro também, muito menos os petropolitanos, existem pessoas maravilhosas em todos os lugares desde que não julgue o jeito de ser de cada um. Assim não precisa se esforçar tanto para achar.

      Excluir
  51. Cara! Muito bom! Tudo verdade!
    Tem mais uma sobre o dialeto. Quem sai de casa pra ir no centro da cidade diz algo como "vou lá fora porque preciso comprar uma blusa"

    ResponderExcluir
  52. Que você encontre um lugar para morar onde não se sinta magoada. Seja feliz.

    ResponderExcluir
  53. Parabéns Carol, muito observadora, sou nascido e criado em Petrópolis e somos assim mesmo, com apenas algumas correções, mas você foi muito feliz em seus comentários, sucesso para você

    ResponderExcluir
  54. Perfeito e tudo isso mesmo ja estou aqui a 20 anos.

    ResponderExcluir
  55. Só que não é "avenida" e sim "vinida", suahsua

    ResponderExcluir
  56. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  57. Sr. Anônimo, Eu não sinto que julguei o jeito de cada um, inclusive no meu texto eu disse que aqui também há pessoas maravilhosas. Acho que você é quem fez um certo julgamento dizendo que os Cariocas são "bairristas e preconceituosos". Enfim, pessoas são pessoas em todos os lugares. Existem pessoas boas e ruins em todos os lugares do mundo, assim como exitem pessoas que conseguiram entender que meu texto é a minha visão da cidade e pessoas que se sentiram ofendidas, apesar de essa nunca ter sido a minha intenção.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Liga não. Só um cabeçudo pra não entender o que VC quis dizer. Pode ter certeza que a maioria entendeu. VC apenas viu alguns pontos positivos e outros negativos. Como em qualquer outro lugar.

      Excluir
    2. Sim, eu generalizei os cariocas como preconceituosos, assim como os petropolitanos foram generalizados como frios, difíceis de lidar, e desinformados sobre o que o Rio no texto. Mas foi pra provocar mesmo. Não é o que eu penso. Generalizações são injustas, como eu quis fazer parecer e como eu vejo as suas que encontrei no seu bom texto. Mas não liga não . Estou só provocando discussão saudável.

      Excluir
  58. bem bacana seu ponto de vista!! é bem por ae!! parabens pelo blog!!

    ResponderExcluir
  59. Hahahaha, bem assim! Eu preferi voltar para minha cidade. rsrsrs

    ResponderExcluir
  60. hahahaha eu vim do rio pra petropolis ha quase 2 anos, e confirmo isso tudo haha mt bom e coisa das horas me irritam! vc perguntou as horas, a pessoa fala td , MENOS as horas -_-

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também sou do Rio! Morei aí por 4 anos e quis muito voltar para minha cidade. Só sinto falta da ausência de violência. Muito complicado trabalhar aí e se deslocar sem carro.

      Excluir
    2. Também sou do Rio! Morei aí por 4 anos e quis muito voltar para minha cidade. Só sinto falta da ausência de violência. Muito complicado trabalhar aí e se deslocar sem carro.

      Excluir
  61. Muito boa as observaçoes... Sou petropolitana e concordo plenamente.... E assim mesmo que funciona o esquema aqui... petropolitanos sao descofiados mais à pessoas e pessoas... Os esbarroes na cidade sao inevitaveis.. Tem que se desviar o tempo todo. amo essa cidade pela historia, clima e por ser mais tranquila.

    ResponderExcluir
  62. Muito bom! Mas precisa acertar uma coisinha, a palavra RUÇO que significa nevoeiro é escrita com Ç e não com SS. Russo se refere a quem é natural da Rússia. :)

    ResponderExcluir
  63. Menina, n é "avenida", é "vinida" 😊:-)

    ResponderExcluir
  64. Eu acabo sempre voltando aqui. Vc "nailed" o q é Petrópolis, mas faltaram algumas coisas. Uma q me lembro agora é q petropolitano é meio "bicho do mato". Carioca fala com todo mundo, faz festa com todos, petropolitano é mais reservado, difícil de fazer amizade. N sei se chega a ser como em Curitiba, mas fazer amizades aqui é tarefa difícil.

    ResponderExcluir
  65. Sou petropolitana e concordo com vc em algunas coisas.
    Não acho que somos frios,somos bem educados e repceptivos,o fato de nao rimos pra tudo mundo nao quer que somos frios,somos reservados,outra coisa nao se cria amizade em 1dia e sim em anos,nao a pq ficar de papo cm um desconhecidos na rua pq podem de assaltar,ou seja somos desconfiados pakas.Td tem sua excesão
    PS.A maioria dos vendedores são grosseiros,mais sei que tem excesões.
    Parabéns pelo blog adorei!!!

    ResponderExcluir
  66. Oi Carolzinha, tudo bem?

    Eu estava pensando em voltar para Petrópolis, mas ao ler o último comentário, onde o anônimo afirma que: (abre aspas) os petropolitanos não são frios, mas reservados, que não se cria amizade em um dia e sim em anos (oh, my God), que não há porque ficar de papo com desconhecidos na rua, porque podem lhe assaltar e que os petropolitanos são desconfiados pacas (fecha aspas), mudei de idéia.
    É exatamente assim que os curitibanos reagem quando são chamados de frios, ou seja, eu iria só trocar 8 por 8.
    Até o detalhe de - no caso de um desentendimento - deixar a pessoa falando sozinha, no limbo, demonstrando superioridade (não discuto com inferiores), é um jeito muito curitibano de ser.
    A propósito, no meu dicionário "reservado" tem outro significado.
    Morei em Petrópolis por 28 anos e senti na carne a dor da solidão e a dificuldade de se fazer amizade.
    Outra coisa, é muito feio ficar corrigindo erros de ortografia das pessoas. Aqui é um blog e não um texto literário.
    É por essas e outras que cada vez que penso em voltar, me dá uma dor no peito...um aperto no coração...como se fosse um aviso...uma premonição...
    Na gélida Curitiba eu não quero mais ficar, mas mudar para Petrópolis, não iria mudar muita coisa. Não em termos de relacionamento humano.
    Curitibanos e petropolitanos são muito parecidos, são quase irmãos de alma. Pode acreditar!




    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se Curitiba e Petrópolis não são boas o suficiente para você, quem save seu lugar é o Nordeste onde as pessoas são mais receptivas e alegred

      Excluir
    2. Não sou nordestino mas sim, eles realmente são bem receptivos e alegres. Ah, Lídia! Venha para Belo Horizonte. Aqui você se sentirá muito bem.

      Excluir
    3. Meu Deus terei que mudar para aí provavelmente e sou nordestina, fiquei até com medo, não quero pensar que não conseguirei fazer amizade.

      Excluir
  67. Lidia, Te amo! Amei seu comentário! Acho que responde alguns revoltados que não suportaram a verdade.

    ResponderExcluir
  68. Carolzinha:

    Eu me considero uma pessoa reservada, porém tenho muito calor humano. Essa babaquice de esnobar as pessoas porque se consideram nobres, mas no fundo não passam de bosta do cavalo do D. Pedro, só acontece mesmo em Petrópolis (desculpem se estou sendo rude, mas essa é a realidade). Acordem !!!

    ResponderExcluir
  69. Olá podem me informar quais os melhores bairros de petropolis para morar?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Centro, Valparaiso, Quarteirão Ingelhein, Bingen, Mosela, Quitandinha. O bom do Centro é que resolve se Tudo a pé, pois estacionamento está caro e escasso.

      Excluir
  70. Olá podem me informar quais os melhores bairros de petropolis para morar?

    ResponderExcluir
  71. Estou aqui me perguntando meu Deus acho que não estou no seu facebook, rsrsrs
    Sou Petropolitana e eu concordo com TUDO o que você falou!

    Adorei o post!

    Boutique de Clichês

    ResponderExcluir
  72. Em primeiro lugar, amei cada parágrafo do seu texto! E o item 8, que vc diz que o céu é lindo, cheguei a chorar! Ando tão desiludida com Rio... mas meu marido acha que não será bom para o nosso filho de 7 anos. Será?
    Quero ir embora do Rio!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aqui é ótimo para as crianças. Só não tem praia e shopping center e faltam bons cinemas.

      Excluir
  73. E a internet funciona bem? Li um blog em que a moradora de Itaipava falava que a internet é péssima.

    ResponderExcluir
  74. Alguém, por favor, poderia confirmar bairros com melhores condições para se morar em Petrópolis e, caso alguém tb saiba, uma média de valor de aluguel na cidade. Obrigado.

    ResponderExcluir
  75. Oi, estou querendo mudar para aí. Poderia dizer os melhores bairros, dicas de casas ou apt para alugar. Sou do interior do Rio. Obrigada

    ResponderExcluir
  76. O que considero mais grave é uma característica que, por incrivel que pareça, ninguem aqui levantou a questão que vc abordou no item 23.
    O fato de os petropolitanos casarem-se muito cedo.
    Isto talvez até explique a tal frieza e melancolia as quais vc refere-se.
    À moça que namora um pouco mais de um ou outro, porque ainda não encontrou uma pessoa com a qual tenha afinidade (inclusive sexual), começa a ser mal falada e, por conta dessa pressão social provinciana, acaba casando-se por conveniência e sem amor.
    Observe a faixa etária. Sempre em tôrno dos 23 ou 24 anos.
    Em uma cidade mais cosmopolita, as pessoas experimentam mais a fim de evitar erros e, também de evitar de tornar seu casamento um mero fato social.

    ResponderExcluir
  77. http://montegasppa.blogspot.com.br/2010/01/petropolis-cidade-imperial.html
    Vale a pena dar uma lida nestes comentários no endereço acima de um outro blogueiro que, embora já antigos (de 2010), são pertinentes ao texto que vc descreve em seu blog.

    ResponderExcluir
  78. Porquê será que a Sra. Jorgina de Freitas encontrou um terreno tão fértil para suas falcatruas como em Petrópolis.
    Será que o povo local costuma venerar e fechar os olhos para quem tem ou, demonstra ter, muitas posses independentemente da origem destes bens?

    ResponderExcluir
  79. Acho Petropolitano mt besta, metido a cagar cheiroso, mt gente fofoqueira, tipico de cidade pequena, a maioria das mulheres são interesseiras e a maioria dos homens são machistas, mulher carioca em petropolis tem fama de puta e o pior de td , a maioria dos jovens petropolitanos cheiram cocaína.

    ResponderExcluir
  80. Nossa! Fiquei decepcionada! Obrigada pelo retorno.

    ResponderExcluir
  81. E eu querendo fugir de Florianópolis... Acho que quem nasce no frio e td igual! Exceto pelos vendedores! Extremamente mal educados preguiçosos! Fora isso vi muita semelhança com Florianópolis até o céu lindo e as pessoas frias.

    ResponderExcluir
  82. Na loja Tentage da 16 de Março tem um produto que esconde cutículas, as unhas ficam sempre 'feitinhas'. Reparador Rubi, um achado. Maravilha!!!

    ResponderExcluir
  83. Prefiro 10000x mais Petrópolis do que Rio pois tenho um filho de 2 anos que posso passear sem sofrer sequestro e/ou arrastao e/ou bala perdida.

    ResponderExcluir
  84. Morei aí em Petrópolis por 1/ano e meio e a princípio odiei a cidade por ser frio e ter tanta ladeira mas confesso quando voltei ao nordeste sinto muito falta de Petrópolis pois no fundo no fundo a cidade tem suas modernidades realmente existe pessoas nojentas como tem pessoas ótimas

    ResponderExcluir
  85. O que vocês acham do bairro de Castelanea? É muito afastado do Centro? Há riscos de alagamento?

    Obrigada

    ResponderExcluir
  86. Belo blog.Acabei de chegar de um passeio de 5 dias em Petrópolis. Adorei a cidade. Só uma coisa não me conformei : como os habitantes não pressionam o poder publico para limpar o rio que está em pleno centro histórico ??? ( e em outros locais ) O descaso com o rio não combina com o cuidado com os casarões que são deslumbrantes. ah ! e como foi possível construir aquele monstrengo que se chama Centro Cultural?? alguém dormiu na hora de aprovar o projeto para aquela localização. Deprimente. a cidade é lindissima.
    Parabéns pelo blog.
    Abraços
    Obrigada
    Sonia Almeida

    ResponderExcluir
  87. Muito Boa a sua Postagem Carol! A Cidade Imperial tem as suas virtudes e seus desafios, como todas as outras, mas a Segurança e o Bucolismo, aliados a Vocação turística, torna Petrópolis um Excelente Local para morar. Sou carioco, já vivi em vários ambientes do Brasil, como São Paulo, Interior de SP (Pirassununga), Amazônia oriental, no Pará (Belém), e agora estou no Planalto Central, na Capital Federal. Penso em retornar para a Cidade das Hortências e passar minha terceira idade próxima em Itaipava. Apesar de ser carioca fui criado no Cremerie, próximo ao Bairro Quitandinha, tendo saído de Petrópolis aos 18 anos para estudar e trabalhar fora. Tenho carinho pela cidade, seu povo, sua cultura e tradições, e sem dúvida pela Bênção da Natureza e seu charme Europeu. Parabéns pelo texto Carol.

    ResponderExcluir
  88. O povo que vem morar na Serra já vem com a mentalidade de que aqui não é bagunça.petrópolis é o paraíso das pessoas de bem.quem gosta de algazarra nunca se sentirá bem em petrópolis.aqui se namora em todos os lugares até na porta da catedral.conservadores não subam a serra por favor.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom, eu me considero uma boa pessoa e gosto de petrópolis. A cidade é linda e tem muito potencial mal aproveitado. O que estraga é a quantidade de gente prepotente e arrogante que se apóia na fama de cidade imperial para menosprezar quem vem de outros lugares. O fato é que petropolitanos em geral tem dificuldade em lidar e aceitar quem vem de fora. Em todas as vezes que eu não me senti bem aqui não foi por "gostar de algazarra" mas sim por não ser bem tratada por essa tal "gente de bem" que na muitas vezes não tem um pingo de educação.

      Excluir

QUERIDO LEITOR, OS COMETÁRIOS DESTE BLOG SÃO MODERADOS.

Não gaste suas preciosas mãozinhas digitando um texto gigante com xingamentos e palavrões pois ele não será publicado.

Você pode até usar de um tom agressivo, dependendo de como esteja se sentindo, críticas são bem-vindas, mas por favor não use palavras de baixo calão.

Por isso comente sem morder, xingar ou ameaçar o coleguinha por favor!

BEIJOS DE LUZ!

Ass: CAROL

Ps: Para os que se sentirem extremamente ofendidos será dado direito de resposta.

Tecnologia do Blogger.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...